Richie Kotzen

Galera depois de um bom tempo sem escrever acabei descobrindo um guitarrista novo, através de um grande amigo  não resistir em compartilha. Espero que vocês gostem.

Richie Kotzen (Reading – Pensilvânia, 1971) é um guitarrista, cantor e compositor. É também conhecido por ter tido uma fama muito precoce, aos 18 anos e por ter trabalhado com bandas renomadas tais como Poison e Mr. Big. Também integrou o grupo do baixista Stanley Clarke. A carreira-solo é sua principal atividade nos dias de hoje.

Biografia

Richie Kotzen teve o seu primeiro contato com a música aos 5 anos a tocar piano. Com 7 anos de idade, sente-se influenciado pela banda de Nova York, Kiss, e acaba por aprender a tocar guitarra. aos 12, formou sua primeira banda, chamada Exis. A partir de então, passou a realizar vários shows na Pensilvânia e em Nova Jersey, ao passo que terminava o ensino médio. A sua actividade musical manteve-se em alta durante toda a sua adolescência, realizando cerca de 500 concertos aos 17 anos de idade.

Em 1989, Kotzen foi para São Francisco e gravou seu primeiro álbum junto à gravadora Shrapnel Records (editora também de guitarristas como Jason Becker, Paul Gilbert ou Marty Friedman) e no mesmo ano, grava um Video Instrucional de Guitarra, intitulado “Rock Chops”, lançado pela REH. Neste ponto, já estava em várias capas de revistas especializadas em guitarra e foi eleito como um dos 3 melhores novos guitarristas daquele ano.

Até 1991, o guitarrista continuou trabalhando ao lado do selo Shrapnel Records mas nesse ano, mudou-se para Los Angeles – CA, por ter sido convidado a integrar (substituindo C.C. DeVille) o grupo de Glam Rock Poison, com quem gravou 1 CD. É então o principal compositor do álbum Native Tongue, destacando os singles, sua música Stand (que alcançou a quarta posição no programa “Most Wanted” da MTV e estava entre o Top 20 da Billboard, o que lhes rendeu um disco de platina) e Until you suffer Some (Fire and Ice). Após a Tourné de promoção deste álbum, Kotzen é expulso do Poison por, alegadamente, ter um caso com a mulher de Rikki Rockett (baterista de Poison), Deanna Eve, com quem mais tarde viria a casar. É então substítuido pelo guitarrista Blues Saraceno na formação de Poison.

Após encerrar o contrato com o Poison, voltou a trabalhar como artista-solo e lançou discos em vários selos, Shrapnel, Geffen e JVC ao passo que foi convidado pela lenda do Jazz, Stanley Clarke, para montar a banda Vertu, com a qual gravou em 1999 um disco pelo selo da Sony. Passaram um longo tempo tocando em festivais de Jazz pela Europa. O próprio Kotzen falou sobre sua experiência com esta banda:

It was an honor and a great experience to be in a band with Mr. Clarke and the rest of the members of the band

(foi uma honra e uma grande experiência estar em uma banda com o Sr. Clarke e os outros membros da banda).

No mesmo ano de 1999, Richie Kotzen foi convidado a entrar na banda Mr. Big, famosa pelo hit “To Be With You”, para substituir o antigo guitarrista, Paul Gilbert (Racer X), mantendo o sucesso da banda, com a gravação do álbum Get Over It, que vendeu 175 mil cópias nas duas primeiras semanas de lançamento no Japão. No álbum seguinte, Actual Size, a música Shine, composição de Kotzen, foi número nas rádios japonesas. Em 2002, o Mr. Big encerrou suas atividades e Richie Kotzen voltou aos seus projetos-solo e partir de então, tem viajado pelo mundo para tocar em festivais, em clubes e mais recentemente, como banda de abertura em estádios japoneses para os Rolling Stones, na turnê “A Bigger Bang Tour“. Lançou o álbum Change em 2003 e em 2004 lançaou o álbum Get Up. A formação de uma nova banda, dirigida por Kotzen, Forty Deuce levou ao lançamento do cd Nothing to Lose no ano seguinte. Atualmente ele se encontra em parceria com o baterista Mike Portnoy e e baixista Billy Sheenan para um projeto de estilo metal-progressivo.

Estilo Único

Kotzen é dotado de um estilo único na guitarra, que mistura rock, Jazz-fusion, Soul e até R&B. Esta variedade é óbvia em álbuns como Inner Galactic Fusion Experience (Fusão), Mother Head’s Family Reunion(Rock/soul), Change(Pop/Rock) e mais recentemente, no álbum The Road (Soul/R&B), do projeto Wilson Hawk. Tem também duas guitarras de assinatura: Fender Telecaster e Stratocaster Richie Kotzen,um processador de multi efeitos da série G2 da zoom, e um amplificador de assinatura: Cornford Richie Kotzen (vencedor do prémio de melhor amplificador pela revista Guitar&Bass).

Um comentário sobre “Richie Kotzen

  1. Esse cara é um dos melhores e mais completos guitarristas que eu tive o prazer de ouvir/ver. Desde 2008, ele faz show todo ano aqui no Brasil e no RJ (onde moro) e fui nos dois últimos. Além de tocar muito, tem pegada e timbre, e ainda canta tanto quanto toca!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s